Filhos da Guerra

A mais ou menos um mês a TV Globo transmitiu uma série comemorando os 70 anos do fim da II Guerra Mundial, mas como é de se esperar, passou tão tarde que ninguém conseguiu assistir (depois do Programa do Jô). Por ser um tema que me interessa muito – uma das minhas áreas de atuação na História -, consegui a série para ver e terminei ontem.

O nome da série no Brasil foi Filhos da Guerra, o nome original é em alemão, Unsere Mütter, unsere Väter e foi transmitida no país de origem em 2013.

images

Sinopse:

Nesta minissérie, acompanhamos cinco amigos que têm suas vidas completamente mudadas quando começa a guerra. Em 1941, Wilhelm, Friedhelm, Charlotte, Viktor e Greta se despedem com a promessa de se reencontrar quando a guerra terminar – um reencontro que fica cada vez mais improvável de acontecer.

A vida de cada um deles muda drasticamente com o decorrer dos eventos, enquanto vivem no limite entre a rebelião e a conformidade, lidando com a realidade do conflito e suas consequências. Suas opiniões e comportamentos nunca mais serão os mesmos, nessa nova perspectiva de vida e valores.

Charlotte, tinha o sonho de servir sua pátria como enfermeira.

Charlotte, tinha o sonho de servir sua pátria como enfermeira.

Viktor era judeu, filho de um respeitado alfaiate em Berlim. Ia herdar os negócios do pai antes de ser destruído na noite dos cristais.

Viktor era judeu, filho de um respeitado alfaiate em Berlim. Ia herdar os negócios do pai antes de ser destruído na noite dos cristais.

p01xrrdk

Greta, namorada de Viktor, queria ser uma grande cantora.

Programme Name: Generation War - Our Mothers, Our Fathers - TX: n/a - Episode: Ep 1 (No. 1) - Picture Shows:  Friedhelm (TOM SCHILLING) - (C) ZDF - Photographer: -

Friedhelm Winter, a família acreditava que a guerra o faria um homem. Segundo Friedhelm, a guerra mostraria o pior de cada um.

Tinha o dever com sua pátria, ajudando na rápida vitória, que segundo ele aconteceria antes do Natal de 1941.

Tinha o dever com sua pátria, ajudando na rápida vitória, que segundo ele aconteceria antes do Natal de 1941.

A série teve como inspiração o diário do pai Nico Hoffman (produtor) Wilhelm Winter, o narrador da história. Na pesquisa que fiz, não ficou claro se todos os personagens são reais, mas são histórias que são plausíveis naquele cenário. O roteiro demorou 6 anos para ser finalizado, passou pelas mãos de 3 historiadores e ganhou 18 prêmios no total, o que não a livrou de uma série de críticas negativas.

Minhas Impressões

Achei a série muito boa, enredo e história muito bem construído, sem contar nas interpretações. Gostei a enfase que a série deu a campanha da Alemanha na União Soviética ao invés de só tratarem da questão dos judeus. Não que o Holocausto seja algo que deve ser esquecido, mas existiram outros elementos na Segunda Guerra que não foi apenas a questão judaica. Afinal, segundo os próprios americanos, eles não sabiam que existiam os campos de concentração/extermínio – algo difícil de acreditar, ao menos no alto escalão do exército.

A série mostra onde realmente a Alemanha perdeu a guerra, que foi em território russo. Os americanos, também conhecidos como salvadores do mundo, são mencionados apenas uma vez. Sim gente! A frente europeia da guerra foi ganha pelos aliados principalmente por causa do exército russo, Além disso, mostra que por muito tempo os alemães estiveram na Rússia, tomando cidades e aldeias. A Segunda Guerra Mundial na Rússia tem o nome de Grande Guerra Patriótica.

filhos da guerra 1

Uma das críticas mais frequentes de Filhos da Guerra é que trata os alemães como vítimas. Discordo dessa crítica, os 5 amigos são mostrados como seres humanos – ainda que durante a guerra, alguns fiquem cada vez menos humanos. A série americana Band of Brothers tem uma forma narrativa bem similar, mostrando os soldados como homens, com dilemas e temores. Por isso não acho que seja uma tentativa de diminuir a culpa alemã pelo Holocausto, mas sim uma narrativa diferente, mostrando também os dilemas e medos dos alemães. Afinal, parte da população alemã era vigiada pelo governo nazista e tinham medo de ser acusada de deslealdade e presa.

safe_image1 unsere-mutter-unsere-vater-o-cinema-alemao-e-uma-nova-perspectiva.html

Na série é interessante ver o desenvolvimento e transformações dos personagens no decorrer do tempo. Ao final, vemos homens de mulheres endurecidos pela guerra.

A história contada pode se encaixar a diversas guerras: amigos colocados em lados opostos; mortes; aleijados; órfãos; crueldade; fome; frio; dor. Existem grandes grupos financeiros que lucram com as guerras, mas se os civis soubessem o que é uma guerra, nunca apoiaria o início de uma.

1.bild

Assistam, vale muito a pena.

Por Rebeca Gonzalez

*imagens retiradas da internet

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s