Livro de colorir Salto Alto: conversando com a autora

Hoje o Racionalmente Feminina conversou com Adriana Rodrigues Suarez, professora e artista plástica que lançou dia 19 de junho o livro de colorir Salto Alto. Adriana nos conta um pouco sobre a sua trajetória com a arte e a sua inspiração em fazer um livro de colorir, um pouco diferente dos que já estão disponíveis no mercado. O livro Salto Alto tem 20 ilustrações e possui medidas 30X42, com folhas A3. Além disso, o diferencial é que são ilustrações só na frente (o que evita que alguns materiais de pintura manchem o verso com outro desenho) e folhas destacáveis para que possamos moldurar nossas obras de arte e enfeitar nosso em torno.

11231210_412438818959531_2202789590258041648_n

988593_412439228959490_2972718933766174221_n

11406117_412458012290945_8273542477499878610_o

RF: Como surgiu a ideia de fazer um livro de colorir?

Adriana: Um vício que me faz melhor….rs. Como sou professora de Artes/ desenho artístico e pintura na Universidade, tenho o hábito de desenhar e pintar. E também, ao  perceber essa onda dos livros de colorir, me veio a ideia de ” porque não fazer um também?”. Muitos alunos, amigos, família me incentivando.

A minha angústia de fruição era fazer “O livro de colorir”, não mais um livro de colorir, com um outro formato, outro tema dos que se apresentam no mercado e então comecei a investigar o que e como estava acontecendo essa onda.

11035618_412438728959540_4351355749335717755_n

RF: Uma coisa bastante curiosa, porque a inspiração do livro são sapatos, afinal o nome é Salto Alto?

Adriana: A grande inspiração é a minha fascinação por sapatos de salto alto.

11666973_822725641108540_797074454_n

RF: Algum dos sapatos no livro é inspirado diretamente em algum sapato seu?

Adriana: Todos os 20 desenho são inspirados nos meus sapatos.

RF: A arte está na sua vida então a muito tempo, então. Já que comentou sobre essa onda de livros de colorir. Como vê essa moda?

Adriana: A Arte está na minha vida desde sempre. Sempre estive envolvida com a Arte plástica. Sou professora há 16 anos e artista plástica há 27 anos. Vejo essa moda como algo que devemos incentivar, afinal é um resgate que nos faz perceber e exercitar as nossas experiências estéticas. Além de que nos faz, ou melhor para alguns nos sentirmos mais acalentados e equilibrados, como o papel do trabalho manual, que traz esse elemento de relaxamento. Ainda acho que é a necessidade das pessoas buscarem as rodas de conversa, como antes acontecia. Deixar de lado a situação online e ficar por alguns momentos offline. Isso é bastante importante.

RF: Achei bem interessante essa palavra que vc disse. “resgate”. Desde pequena eu sempre amei pintar e desenhar (nesse último não sou lá essas coisas). Meu pai é desenhista e pinta, sempre o acompanhava. A uns anos vinha pensando, “porque depois que cresci parei de pintar”? Acha que essa onda pode ser também um resgate da infância?

Adriana: Sem dúvida…”resgate”, “memórias”. Isso faz parte do ser humano, essa necessidade de “buscar”. Porque não através de uma prática que nos foi permitido em nossa infância e em certos momentos nos foi “tirado”.

RF: Verdade, prática que nos é tirada por causa das responsabilidades do dia-a-dia.

Adriana: Sem dúvida, e a própria escola, as vezes nos corta a ideia do desenho, da pintura. Porque temos que aprender a ler , escrever e “fazer” matemática e a nossa criatividade, nossas habilidades são suprimidas.

RF: Acha que o fator internet deixou os alunos menos criativos?

Adriana: Não sei se podemos falar menos criativos, porque a internet pode ser uma grande aliada à criatividade, se souber explorá-la. acho que o maior problema da falta de criatividade é a facilidade das coisas. Hoje temos muita praticidade. A criatividade dói, perturba, mexe, causa ânsia. Porque precisamos da fruição e nos custa muito para aflorar essa condição. A criatividade, depende de que seja SEMPRE estimulada. Senão, como outras coisas, atrofia! Você só será criativo se estimulá-la. nos dias de hoje, não são somente os artistas, publicitários que precisam ser criativos, mas TODAS as profissões. Porque diferente disso, estaremos fadados ao fracasso.

RF: As vezes acho que a internet deixa as pessoas no modo automático. E achei incrível esse fenômeno de colorir quando a internet está como elemento essencial na nossa vida atual. Do nada vem o bom e velho papel e lápis de cor.

Adriana: Com certeza, um fenômeno que devemos degustar. Para mim, é uma prática, pois trabalho com isso, mas fico muito feliz de ver que essa onda está fazendo muitas pessoas melhores. Sabe Rebeca, meus alunos de artes visuais me questionaram sobre essa prática não ser Arte. Então defendo a seguinte questão: “Realmente, pintar esses livros de colorir, não é uma OBRA DE ARTE porque nos conceitos da obra de arte, o artista precisa fazer da sua produção algo ligado a forma e ao conteúdo, precisa passar pela fruição para criar e tornar essa obra com um significado social para que seja ARTE. Mas como falei para eles, esses livros, essas pinturas são EXPERIÊNCIAS ESTÉTICAS. Experiências estas que estamos sempre em vivência, como a organização da nossa casa, ao escolhermos a combinação da nossa roupa, ao admirar uma vitrine, um jardim, uma arquitetura. Essas organizações visuais são experiências estéticas. Então ao pintar esses desenhos, já produzidos por designers, artistas. Nada mais é do que uma experiência”. Na arte costumo chamar essas técnicas, como de desenho, pintura, colagem de “cozinha da arte” onde se prepara, se aprende a técnica para então quem sabe, produzir a sua própria arte.

RF: Entendi. Então sou uma artista 🙂

Adriana: Rsrs… Porque não? Acredito que todos temos um artista em nós, pois somos capazes de criar, basta provocar.

11182085_412468995623180_8256104381431089304_n

RF: Pensa em publicar outro livro futuramente?

Adriana: É a proposta…mas meu tempo está muito complicado, porque faço Doutorado, dou muitas aulas e tenho ateliê, onde dou aula de pintura e desenho. Vou tentar me programar para isso.

RF: Ahhh, posso fazer um pedido? Caso pense em fazer outro. Talvez algo com cães….rs. Tem livro com gatos, corujas, flores, borboletas, mas nenhum de cachorro para adultos.

Adriana: Rsrs….vou pensar no seu caso.

RF: Gostaria de agradecer pela atenção

Adriana: Muito obrigada pela oportunidade.

Para quem quiser adquirir:

11214086_819982384716199_6356425767052186185_n

Por Rebeca Gonzalez

* Imagens de Fran Fotografias e acervo pessoal da autora.

Anúncios

Um pensamento sobre “Livro de colorir Salto Alto: conversando com a autora

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s